Manu Chao – Minha galera

Letra original / traducida

Minha galera

Ó minha maconha
Minha torcida
Minha querida
Minha galera

Ó minha cachoeira
Minha menina
Minha flamenga
Minha capoeira

Ó minha menina
Minha querida
Minha Valéria…
Ó minha malouca
Minha larica
Minha cachaça
Minha cadeia

Minha vagabunda
Ó minha vida
Minha mambembe
Minha ladeira

Ó minha menina
Minha querida
Minha Valéria…

Ó minha torcida
Minha flamenga
Minha cadeia

[dup dup]

Ó minha maconha
Minha torcida
Minha querida
Minha galera

Minha vagabunda
Minha mambembe
Minha beleza
Minha capoeira

Ó minha menina
Minha querida
Minha Valéria…

Minha torcida
Minha flamenga
Minha cadeia

Ó minha maconha
Minha torcida
Minha querida
Minha galera…


Mi público

Oh, mi hierba
Mi fan
Mi querida
Mi pandilla

Oh, mi cascada
Mi niña
Mi flamenca
Mi capoeira

Oh, mi niña
Mi querida
Mi Valeria
Oh, mi loca
Mi bocadillo
Mi cachaza
Mi cadena

Mi vagabunda
Oh, mi vida
Mi mambembe*
Mi ladera

Oh, mi niña
Mi querida
Mi Valeria

Oh, mi fan
Mi flamenca
Mi cadena

[dup dup]

Oh, mi hierba
Mi fan
Mi amor
Mi pandilla

Mi hierba
Mi mambembe
Mi belleza
Mi capoeira

Oh, mi niña
Mi querida
Mi Valeria

Mi fan
Mi flamenca
Mi cadena

Oh, mi hierba
Mi fan
Mi amor
Mi pandilla

*Término sin equivalente en español, con dos acepciones: localidad alejada o deshabitada o teatro ambulante.